Saiba o que é Marketing Médico

Com o constante avanço da internet e, consequentemente, do comportamento do consumidor, o setor da saúde teve que se reinventar, com a presença do marketing médico como parte fundamental para as estratégias de divulgação.

Além do mais, é possível perceber que o mercado está cada vez mais concorrido e exigente, com a oferta de inúmeros planos de saúde, clínicas médicas e uma grande diversidade de especialidades para os pacientes.

Diante desse cenário, o próprio marketing médico merece atenção e precisa ser aplicado de forma a conquistar pacientes, bem como fidelizá-los.

O post de hoje trata justamente sobre isso. Vamos mostrar o que é esse método e como você pode usá-lo como parte da estratégia do seu consultório, clínica, hospital ou segmento da saúde.

Tem interesse no conteúdo? Então, acompanhe a leitura!

Mas, afinal, o que é Marketing Médico?

O marketing médico consiste em toda e qualquer ação, que uma equipe de especialistas na área de saúde realiza ao estruturar um atendimento ao paciente, desde a etapa de captação, até o pós-atendimento.

Por exemplo, uma empresa de enfermagem domiciliar Brooklin Paulista pode investir no marketing médico para ter mais reconhecimento no mercado e, com isso, conquistar novos pacientes.

Entretanto, diferentemente do que muitas pessoas pensam, essa estratégia vai além da propaganda. Isso quer dizer que, no planejamento, você precisa alinhar a expectativa do paciente sobre o seu atendimento, oferecendo uma boa experiência.

Por isso, o marketing médico tem como principal objetivo mostrar o valor do seu serviço aos pacientes, destacando os diferenciais da atividade, além de oferecer algo valioso em termos de experiência – dentro e fora do consultório.

Quer dizer que uma clínica exame demissional que investe em marketing médico conhece bem o seu público-alvo e elabora estratégias que vão além da consulta in loco, promovendo a fidelização dos pacientes.

E como posso aplicar o marketing médico?

Assim como qualquer estratégia de marketing, também o marketing médico requer um planejamento. 

Afinal de contas, não se pode sair por aí anunciando serviços na área da saúde, sem levar em consideração as diversas especificações que envolvem o público, bem como a própria atividade médica.

Nesse sentido, separamos algumas dicas para você aplicar o marketing médico com eficácia. Confira!

1 – Conheça as limitações da estratégia

Em primeiro lugar, é necessário conhecer as determinações do Conselho Federal de Medicina (CFM), relacionadas à divulgação do trabalho de profissionais de saúde. Isso porque existem algumas limitações quanto a propaganda para médicos, por exemplo:

  • É proibido divulgar fotos de pacientes;
  • É proibido divulgar fotos comparativas (antes e depois);
  • É proibido oferecer consultas online;
  • É necessário conter o CRM do médico nas divulgações.

Sendo assim, se uma clínica quer divulgar uma receita de remédios manipulados para emagrecer, ela não pode optar por fotos de “antes” e “depois”, mas pode oferecer conteúdo relevante, para que as pessoas se interessem pelo produto.

2 – Produza conteúdos de qualidade

A melhor forma de conquistar o seu público, principalmente na internet, é oferecendo materiais informativos de qualidade. 

Afinal, os usuários querem ser bem informados sobre algo, não apenas receber uma propaganda invasiva.

Desse modo, se você quer divulgar um biscoito de polvilho, que tal falar mais sobre a receita, curiosidades sobre o alimento, entre outros conteúdos? Assim, você conquista a sua audiência com um material relevante.

3 – Tenha perfis ativos em redes sociais

As redes sociais dominaram a internet. Por causa disso, não se pode desconsiderar a importância desses canais como meios de divulgação, inclusive para o marketing médico.

Nos perfis sociais, os profissionais da área de saúde podem compartilhar os conteúdos relevantes, sem desrespeitar as determinações do CFM.

Além do mais, estar ativo nas redes é uma boa maneira de conquistar novos pacientes, isso porque grande parte dos brasileiros utilizam essas mídias, principalmente o Facebook e o Instagram.

4 – Acompanhe os pacientes com e-mail marketing

Como dissemos anteriormente, o marketing médico não é centrado apenas na divulgação de um serviço. Ele também tem a intenção de manter um relacionamento próximo com os pacientes.

Sendo assim, é importante ter estratégias de fidelização, como é o caso do e-mail marketing.

Através da lista de contatos dos seus pacientes e de potenciais clientes (leads), você pode enviar conteúdo de qualidade para pessoas específicas, em uma estratégia altamente segmentada e direcionada.

Os resultados incluem a boa fidelização dos pacientes, maior proximidade e, além disso, o público também se torna um promotor do seu serviço, recomendando a sua atividade para novos pacientes.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *