IBGE Explica • ODS 6

Olá!! Sejam bem-vindos à série especial do IBGE Explica sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável! Hoje trataremos do Objetivo 6: “Água limpa e saneamento” A proposta é “Garantir disponibilidade e manejo sustentável da água e saneamento para todos

” Sem água não há vida – isso é fato!! Mas a Terra é praticamente o Planeta Água Nem tanto Muito pouco dos 70% de água da Terra está, de fato, disponível para o consumo humano Apenas 2,5% dessa água é doce e cerca de 2,2% encontram-se em regiões de difícil acesso, como geleiras, deixando apenas 0,3% de água acessível Segundo a OMS, até 2025, cerca de 1,8 bilhões de pessoas estarão morando em países ou regiões em situação de escassez total de água e quase metade da população mundial estará vivendo em áreas de estresse hídrico

De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), a escassez de água já afeta quase todos os continentes e mais de 40% da população do nosso planeta Essas pessoas habitam regiões onde a oferta anual é inferior a 1 700 metros cúbicos de água por habitante, limite mínimo considerado seguro pela Organização das Nações Unidas (ONU) A água sacia nossa sede, mas também é vital para outros aspectos de nossa vida Então, você tem sede de quê? Aproximadamente um bilhão de pessoas em todo o mundo não têm acesso à água potável e cerca de 2,6 bilhões – quase um terço da população mundial – não dispõem de água suficiente para o saneamento básico Um estudo denominado Água Doente, elaborado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), em Nairóbi, no Quênia, em 2010, concluiu que o uso de água poluída mata mais do que qualquer forma de violência, incluindo as guerras Água contaminada pode transmitir doenças como diarreia, cólera, disenteria, febre tifóide e pólio

Estima-se que a ingestão de água contaminada cause mortes por diarréia em 502 000 pessoas por ano E pensar que o simples ato de lavar as mãos pode ajudar a prevenir tantas doenças Quanto ao saneamento básico no Brasil, um diagnóstico do ano de 2014, feito pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), revela que apenas 49,8% da população conta com coleta de esgoto

No Nordeste, onde somente 23,8% das pessoas têm acesso a recolhimento de esgoto, está concentrada a epidemia de microcefalia associada ao zika vírus, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que tende a se propagar mais facilmente em ambientes sem saneamento básico No mundo, as principais fontes de poluição da água são oriundas de assentamentos humanos e das atividades agrícolas e industriais Nos países em desenvolvimento, 80% do esgoto é despejado, sem tratamento, diretamente nos corpos d’água, o que diminui, ainda mais, a disponibilidade dos recursos hídricos Dados da Secretaria de Recursos Hídricos do Ministério do Meio Ambiente apontam que 63% dos depósitos de lixo no Brasil estão em rios, lagos e restingas Também os agrotóxicos, o mercúrio dos garimpos e o lixo bruto são jogados em rios e isto ocorre principalmente na região Norte onde se localiza a maior reserva de água doce do país – a bacia fluvial do Amazonas

Se nada for feito em relação à água, especialistas preveem que haverá conflitos entre países, nações e povos por disputa de água em um futuro não muito distante Não lave suas mãos para isso!!! E aproveite para assistir aos outros 16 vídeos sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável Até a próxima!!!