IBGE Explica • ODS 15

Olá! Sejam bem-vindos à série especial do IBGE Explica sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável! Hoje vamos falar do objetivo 15: “Vida terrestre” De acordo com ele, temos que “Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade”

Se o ODS 14 se referia à vida na água, restou ao ODS 15 tratar da vida terrestre Embora seja a menor parte do planeta, o ambiente terrestre é aquele mais próximo de nós, seres humanos Ele engloba os mais variados ambientes, desde coberturas vegetais a áreas urbanas Contida na própria noção de ecossistema, está a ideia de que ações danosas, geralmente provocadas pelo homem, podem causar um desequilíbrio que afeta toda uma estrutura maior As florestas, por exemplo, são parte essencial do ecossistema terrestre

Cerca de 1 bilhão e seiscentos milhões de pessoas dependem delas para sua subsistência, incluindo aí cerca de 70 milhões de indígenas As florestas são o lar de mais de 80 por cento de todas as espécies terrestres de animais, plantas e insetos Portanto, gerir as florestas de forma sustentável é também preservar a biodiversidade, que nada mais é do que o conjunto de todas as formas de vida Isso é fundamental, visto que, embora a ciência tenha avançado bastante ao longo de nossa história, resta muito a ser explorado em termos de biodiversidade Das mais de 80

000 espécies arbóreas, menos de 1 por cento foram estudadas para a identificação de seu uso potencial Os microorganismos e os invertebrados, fundamentais para os serviços que a natureza pode oferecer aos humanos, têm suas contribuições ainda pouco conhecidas e raramente valorizadas Existe, então, um enorme potencial de desenvolvimento de medicamentos, por exemplo Mesmo assim, o desmatamento vêm sendo uma constante No continente americano, de acordo com dados da FAO, entre 2000 e 2010, mais de 40 mil quilômetros quadrados de floresta foram desmatados por ano, para dar lugar, principalmente, à lavoura

Com isso, o processo de extinção de espécies é agravado Hoje, infelizmente, das 8300 raças de animais conhecidas, 8 por cento estão extintas e 22 por cento estão em risco de extinção Segundo a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais, em 2017, das 5674 espécies de mamíferos pesquisadas, 1204 – ou cerca de 22% – eram consideradas ameaçadas Além do mais, a substituição da cobertura vegetal pela lavoura pode resultar na degradação do solo Estima-se que 52% das terras utilizadas para a agricultura são moderadamente ou severamente afetadas pela degradação do solo

Desde 2008, ela já afetou 1 bilhão e meio de pessoas em todo o mundo Os casos mais graves de degradação do solo são os de desertificação A desertificação é definida como um processo de degradação ambiental causada nos espaços áridos, semiáridos e subúmidos secos, que compromete seriamente os sistemas produtivos dessas áreas No Brasil são 1480 municípios suscetíveis a esse processo, que pode ser causado tanto pelo homem como pela própria natureza

Devido à seca e à desertificação, a cada ano são perdidos 12 milhões de hectares – ou 23 hectares por minuto – nos quais 20 milhões de toneladas de grãos poderiam ter sido cultivadas Isso afeta principalmente as pessoas mais pobres Para que esse e os demais desafios associados à vida terrestre sejam vencidos, o ODS 15 estabelece 12 metas, entre as quais: Até 2020, promover a implementação da gestão sustentável de todos os tipos de florestas, deter o desmatamento, restaurar florestas degradadas e aumentar substancialmente o florestamento e o reflorestamento em escala global Até 2030, combater a desertificação, restaurar a terra e o solo degradado, incluindo terrenos afetados pela desertificação, secas e inundações, e lutar para alcançar um mundo neutro em termos de degradação do solo Tomar medidas urgentes e significativas para reduzir a degradação de habitats naturais, deter a perda de biodiversidade e, até 2020, proteger e evitar a extinção de espécies ameaçadas

Vamos, então, nos esforçar para atingir o objetivo 15! Ficamos por aqui Gostou do vídeo? Então curta e compartilhe e nos ajude a disseminar essa importante agenda global! Até a próxima!