Estamos criando um oceano de plástico? | MARES LIMPOS #1

O verdadeiro pulmão do mundo tá em todo lugar Espalhado por 70% da superfície do planeta

Mais da metade do oxigênio que respiramos vem dos pequenos vegetais, que absorvem gás carbônico da atmosfera e fazem fotossíntese Assim como a grama em um pasto esses pequenos seres, os plânctons, são a base da alimentação de todos os ecossistemas marinhos 80% da vida do planeta vive nos oceanos E depende diretamente dos plânctons Quase metade da população mundial vive em áreas costeiras e a sua alimentação depende diretamente dos alimentos que o oceano fornece

Mas nos últimos anos uma nova ameaça surgiu para todo esse ciclo Algo que só agora começa a ser entendido e que põem em risco todos os ecossistemas do mundo inteiro e eu não estou falando do aquecimento global Você pode não perceber olhando de cima, mas o plástico está tão presente nos oceanos que só no pacífico tem uma ilha 16 vezes o tamanho de portugal feita só de plástico Ele está matando milhões de animais marinhos e se a gente não mudar nossos hábitos de consumo teremos mais plástico do que peixes nos oceanos em 2050

Nessa série você vai entender comigo tamanho do problema e, claro, os caminhos para a solução A gente tem que agir agora Esta jornada está só começando Obrigada Essa cena é tão comum que a maioria das pessoas nem se dá conta que esse canudinho vai ser usado uma vez por talvez cinco minutos, mas o plástico que tá nesse canudinho vai ficar aí ó, por décadas talvez centenas de anos e só nos Estados Unidos são consumidos 500 milhões de canudinhos todos os dias esse é o tipo do plástico que tá indo parar nos oceanos Aquele que a gente usa uma vez e joga fora

Mas não se engane não existe fora O problema é realmente muito grave, eu viajei para duas conferências internacionais sobre oceanos e lixo marinho para ver de perto e ouvir os maiores especialistas, cientistas e ativistas responderem a pergunta que não quer calar: será que o que nos cerca hoje é um oceano de plástico? A gente costuma pensar que árvore produz oxigênio para nós respiramos e que fazenda produz comida para nós comermos e na verdade uma imensa parte do que nós precisamos para viver vem dos oceanos e desse lugar imenso que produz coisas essenciais à nossa vida nós estamos fazendo uma grande lixeira Sabe, eu acho que por muitos e muitos anos nós pensamos no oceano como se fosse essa extensão incrivelmente grande, certo? Está fora e longe de nós e não poderia ser impactado por nós, humanos minúsculos, mas na verdade nós vimos ao longo dos anos que nós tiramos muito do oceano em termos de peixes e colocamos muita coisa nele A estimativa global é de que haja 8 milhões de toneladas métricas de plástico indo para o oceano a cada ano, o que equivale a um caminhão de lixo cheio de plástico sendo despejado a cada minuto Sabíamos anos atrás que equipamentos de pesca estavam afetando os oceanos

Então soubemos que os plásticos grandes que estão nas praias e no oceano estão prejudicando os animais Agora sabemos que esses plásticos se dividem em plásticos menores, os microplásticos, que são a forma mais abundante de poluição que existe Isso pode realmente impactar animais, desde os menores organismos do oceano, até as grandes baleias Hoje a gente já sabe que nos últimos 70 anos foram produzidas mais de 8 bilhões de toneladas de plástico, dessas 8 bilhões mais de 6 bilhões viraram lixo e desse lixo só 9% foi reciclado, o que não significa que depois de reciclado esse lixo um volte a ser lixo de novo Esse plástico todo acaba em aterros sanitários ou nos oceanos e lá nos oceanos esse plástico se quebra micro pedacinhos que são confundidos com o mesmo plâncton que está na base da cadeia alimentar de vários animais marinhos e esse é só o começo do problema

A preocupação é que os plásticos no oceano possam absorver contaminantes Estes contaminantes podem ser transferidos para os tecidos dos animais, através da corrente sanguínea até os órgãos, e podem se bioacumular em toda cadeia alimentar Que impacto isso tem sobre esses organismos? Que impacto isso tem sobre nós? A verdade é que ainda não sabemos realmente, mas de acordo com o que chamamos de princípio da precaução, quando olhamos para essa informação, isso deveria ser suficiente para dizer que temos um problema Precisamos começar a trabalhar em soluções Nós não precisamos esperar até termos toda a ciência completa para saber que há um grande problema no mundo e que precisamos agir agora

A quantidade de plástico que estamos usando está aumentando O número de pessoas no planeta está aumentando e se não pararmos isso, a quantidade de plástico no oceano pode dobrar nos próximos 10 anos Em 2016 foram produzidas mais de 350 milhões de toneladas de plástico no mundo todo Isso equivale ao peso de todos nós seres humanos somado E a indústria do petróleo investiu 180 bilhões de dólares para crescer essa produção em 40% nos próximos dez anos, e pensa que 90% de tudo isso hoje não é reciclado

E que a maioria desse plástico você vai usar uma única vez por até 20 minutos Desde a hora que você começou a assistir esse vídeo até agora já foram descartados 2200000 canudinhos só nos Estados Unidos e mais de 6 milhões de garrafas plásticas no mundo inteiro Mesmo se você mora longe do mar é bem provável que o seu plástico acabe lá

Cerca de dois milhões e meio de toneladas de plásticos chega nos oceanos todo ano vindo de rios e não das regiões costeiras Como engenheira ambiental, eu trabalhei com gerenciamento de resíduos sólidos Na verdade em 2001, quando eu ouvi sobre o nosso lixo indo parar no oceano, que eu disse a mim mesma que nós provavelmente estamos fazendo algo errado em terra para o nosso lixo acabar no oceano, não é onde ele deveria estar E quando fizemos essa estimativa da quantidade real de plástico indo para o oceano, isso meio que mudou a conversa para o outro lado Para como podemos desligar essa torneira? O que podemos fazer aqui para acabar com este problema a partir da fonte? As pessoas estão se conscientizando desse problema

Elas sabem que é um problema Elas sabem que há plásticos no oceano, elas ouviram sobre essas coisas e elas querem saber imediatamente como consertar isso Essa mudança rápida e tipo de consciência pública são realmente incríveis Mudar, talvez, a mentalidade de não apenas cidadãos, mas também de empresas e governos no mundo todo A conversa entre esses três já começou e eu acho que, mesmo que seja um desafio, já está acontecendo

Estamos chegando a um ponto onde o público exige mais, eles querem entender mais e querem soluções e isso vai ser um catalisador para a mudança e, por isso, estou otimista Eu acho que o grande desafio não só para nós mas para vários outros países é encontrar soluções de mercado para resolver o problema da poluição plástica Tanto soluções que nos permitam reduzir o uso de descartáveis de ciclo muito rápido como é o caso dos malditos canudinhos de plástico, como também nós resolvermos problemas mais complexos, como é o caso da tributação sobre a reciclagem Encontrar maneiras de estimular essa economia circular que recém está começando no Brasil, pode empregar milhões de pessoas gerar bilhões em riqueza ao invés de ser apenas lixo que mata a nossa fauna marinha A situação é grave, mas a solução está super ao alcance de nossas mãos

Essa série é pra você que assim como eu quer entender o que podemos fazer para virar esse jogo E no próximo episódio a gente vai entender da onde vem tanto lixo e o que ele tem a ver com o nosso dia a dia E se você quer engajar na campanha Mares Limpos, eu te proponho um desafio: Diga não ao canudinho descartável nas próximas duas semanas e conta quantos lixos você deixou de gerar Para saber mais, tem link aqui na descrição E para engajar seus amigos é só compartilhar com #mareslimpos

E se você curtiu da um like, se inscreve no canal e até já