Como melhorar o desempenho do trocador de calor?

O trocador de calor é um importante equipamento utilizado em diversas indústrias e usinas para transferir calor de um fluido para outro. Por isso, além de mantê-lo funcionando corretamente, é interessante fazer a manutenção adequada e buscar maneiras para melhorar o seu desempenho. Veja!

O trocador de calor

O trocador de calor desempenha um papel importante na aplicação industrial, sendo implementado para fins de aquecimento e resfriamento de fluidos industriais de processo de larga escala.

O equipamento é um projeto dinâmico que pode ser personalizado para qualquer processo industrial, dependendo da pressão, temperatura, pressão, densidade, tipo de fluido, fluxo de fase, viscosidade, composição química e muitas outras propriedades termodinâmicas.

Manutenção

trocador de calor industrial

A melhor maneira de melhorar o desempenho de um trocador de calor é implementar boas práticas de manutenção que evitem obstruções, entupimentos e vazamentos no trocador de calor de placas.

Isso porque a ausência de manutenção periódica pode afetar a eficiência do trocador de calor, levando a custos de energia mais altos, redução da transferência de calor, problemas de erosão e contaminação cruzada de fluidos.

Portanto, pode-se concluir que os problemas de desempenho do trocador de calor podem ser facilmente evitados por meio da aplicação de um programa de manutenção apropriado.

Limpeza online

A limpeza online ajuda a evitar entupimentos e incrustações sem ter que desligar o trocador de calor ou interromper as operações.

Além disso, pode ser usada como uma abordagem independente ou em conjunto com o tratamento químico para evitar qualquer redução no desempenho do trocador de calor e prolongar a vida útil do tubo.

Limpeza offline

Uma alternativa para a limpeza online é parar a operação e limpar o trocador de calor. A limpeza offline pode ser classificada em limpeza química por meios mecânicos.

O método de limpeza preferível é sem a necessidade de desmontar os trocadores de calor, porém geralmente é necessário ter acesso às superfícies internas.

Seria então prudente considerar a instalação de um permutador de calor “de reserva”, proporcionando assim a oportunidade de limpar o permutador de calor contaminado e, ao mesmo tempo, manter a produção.

Minimizando o fator de incrustação

A eficiência do trocador de calor é altamente afetada devido a velocidade do fluido operacional, dessa forma é recomendável que a taxa de vazão seja aumentada de tempos em tempos.

O aumento da turbulência tem como função retardar as tendências de incrustação que, afetam o desempenho do trocador de calor e impedem o fluxo de fluidos.

Porém, vale ressaltar que a duração e a frequência da manutenção preventiva e limpeza periódica variam dependendo da velocidade dos fluidos a serem processados ​​e as tendências de fundação do meio.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *